Arquivos da categoria: FILOSOFIA

Rachel Sheherazade e seu livro para “pessoas de bem”.

Como se não bastasse os falatórios incessantes, e as opiniões chulas baseadas em outras opiniões chulas de senso comum e de cunho religioso e conservador, nossa Querida (mas nem tanto) Rachel Sheherazade, publicará um livro, provavelmente no final desse ano, explorando outras formas de expor suas opiniões.

Rachel Sheherazade e seu livro para “pessoas de bem”.

Como se não bastasse os falatórios incessantes, e as opiniões chulas baseadas em outras opiniões chulas de senso comum e de cunho religioso e conservador, nossa Querida (mas nem tanto) Rachel Sheherazade, publicará um livro, provavelmente no final desse ano, explorando outras formas de expor suas opiniões.

RESENHA: FRANKENSTEIN OU O MODERNO PROMETEU (LIVRO E FILMES).

Frankenstein ou o Moderno Prometeu, é um romance de terror gótico inspirado no movimento romântico do século XVIII e XIX. Foi escrito entre 1816 e 1817 por Mary Shelley quando ainda tinha 19 anos de idade. Após o sucesso do livro, no século XX, com a popularidade do cinema mudo, em 1910 teve a sua primeira adaptação mal sucedida para a grande tela, produzida por Thomas Edson (empresário e cientista, “o da lâmpada”)

RESENHA: FRANKENSTEIN OU O MODERNO PROMETEU (LIVRO E FILMES).

Frankenstein ou o Moderno Prometeu, é um romance de terror gótico inspirado no movimento romântico do século XVIII e XIX. Foi escrito entre 1816 e 1817 por Mary Shelley quando ainda tinha 19 anos de idade. Após o sucesso do livro, no século XX, com a popularidade do cinema mudo, em 1910 teve a sua primeira adaptação mal sucedida para a grande tela, produzida por Thomas Edson (empresário e cientista, “o da lâmpada”)

SOBRE O SILÊNCIO DAS VOZES QUE GRITAM DENTRO DE NÓS.

“Renato Russo muitas vezes em suas letras cantou a confusão de sentimentos (…) desejou a liberdade de ‘ser’ “, “Cazuza provocador e subversivo por natureza”e “Chorão (…) cantou em suas músicas a esperança”.

Renato Russo, Cazuza e Chorão É incrível como ouvir às vozes que gritam silenciosamente dentro de nós pode ser ensurdecedor, por isso, dia após dia preferimos estar distraídos com belas companhias, com a TV, com músicas, com alguma atividade que não nos remeta à nossa própria companhia, parece insuportável olhar para dentro de si, reconhecer-se, autoanalisar-se

SOBRE O SILÊNCIO DAS VOZES QUE GRITAM DENTRO DE NÓS.

“Renato Russo muitas vezes em suas letras cantou a confusão de sentimentos (…) desejou a liberdade de ‘ser’ “, “Cazuza provocador e subversivo por natureza”e “Chorão (…) cantou em suas músicas a esperança”.

Renato Russo, Cazuza e Chorão É incrível como ouvir às vozes que gritam silenciosamente dentro de nós pode ser ensurdecedor, por isso, dia após dia preferimos estar distraídos com belas companhias, com a TV, com músicas, com alguma atividade que não nos remeta à nossa própria companhia, parece insuportável olhar para dentro de si, reconhecer-se, autoanalisar-se

Quem fomos? Quem somos? E para onde estamos indo?

Comumente o cotidiano de vai-e-vem que, torna a vida um turbilhão de experiências nos faz deixar tantas coisas para trás, ao tempo que com o avanço de novas tecnologias encurtam-se as distâncias,

Quem fomos? Quem somos? E para onde estamos indo?

Comumente o cotidiano de vai-e-vem que, torna a vida um turbilhão de experiências nos faz deixar tantas coisas para trás, ao tempo que com o avanço de novas tecnologias encurtam-se as distâncias,

DEMOCRACIA – A quem interessar…

Democracia – precisamos urgentemente repensar o que significa essa palavra, que é tão ostentada no mundo ocidental como um verdadeiro arauto de sacralidade e valores a serem seguidos. Ora, democracia que tem sua raiz etimológica em termos gregos (demo= povo – cracia= governo),

DEMOCRACIA – A quem interessar…

Democracia – precisamos urgentemente repensar o que significa essa palavra, que é tão ostentada no mundo ocidental como um verdadeiro arauto de sacralidade e valores a serem seguidos. Ora, democracia que tem sua raiz etimológica em termos gregos (demo= povo – cracia= governo),

Análise das cenas de UM CÃO ANDALUZ.

O movimento surrealista coloca-se em oposição, não à razão, mas sim contra um racionalismo que se inspira maldosamente na filosofia cartesiana e esvazia do mundo uma realidade mais ampla, a do sonho, das vontades e dos sentimentos. Baseado no Manifesto Surrealista de 1924 de André Breton, o surrealismo descreve a si mesmo como uma realidade maravilhosa.

Análise das cenas de UM CÃO ANDALUZ.

O movimento surrealista coloca-se em oposição, não à razão, mas sim contra um racionalismo que se inspira maldosamente na filosofia cartesiana e esvazia do mundo uma realidade mais ampla, a do sonho, das vontades e dos sentimentos. Baseado no Manifesto Surrealista de 1924 de André Breton, o surrealismo descreve a si mesmo como uma realidade maravilhosa.

Relatório sobre a organização das manifestações de 2013.

O seguinte relatório tem como objetivo abordar as formas de organização oriundas das mobilizações de junho/2013 e a singularidade dos movimentos autônomos diante da luta contra o aumento da tarifa, impulsionada principalmente pelo Movimento Passe Livre (MPL)

Relatório sobre a organização das manifestações de 2013.

O seguinte relatório tem como objetivo abordar as formas de organização oriundas das mobilizações de junho/2013 e a singularidade dos movimentos autônomos diante da luta contra o aumento da tarifa, impulsionada principalmente pelo Movimento Passe Livre (MPL)

A PERFORMANCE E A ESTÉTICA DAS MANIFESTAÇÕES DE JUNHO DE 2013.

Abordarei nesta parte do relatório a questão da organização enquanto performance e estética das manifestações de junho de 2013. Visto sua singularidade enquanto formação política horizontalizada e autônoma.

A PERFORMANCE E A ESTÉTICA DAS MANIFESTAÇÕES DE JUNHO DE 2013.

Abordarei nesta parte do relatório a questão da organização enquanto performance e estética das manifestações de junho de 2013. Visto sua singularidade enquanto formação política horizontalizada e autônoma.

Luis Buñuel, Salvador Dalí e UM CÃO ANDALUZ.

Lançado em 1928 na França, escrito, dirigido e editado em uma cooperação entre, os até então amigos, Luis Buñuel e Salvador Dalí. Que expandiram o conceito do movimento surrealista para o cinema. Considerado o primeiro filme dignamente surrealista, com todos os preceitos estéticos e filosóficos extraído direto das entranhas inconscientes de seus idealizadores.

Luis Buñuel, Salvador Dalí e UM CÃO ANDALUZ.

Lançado em 1928 na França, escrito, dirigido e editado em uma cooperação entre, os até então amigos, Luis Buñuel e Salvador Dalí. Que expandiram o conceito do movimento surrealista para o cinema. Considerado o primeiro filme dignamente surrealista, com todos os preceitos estéticos e filosóficos extraído direto das entranhas inconscientes de seus idealizadores.

EDITORIAL: O professor e o operário.

Um tempo atrás publiquei uma imagem em uma rede social com a frase “A realidade é só um conceito”. Como estávamos entrando em férias escolares, alguns alunos começaram a curtir a publicação e em tom de descontração a dialogar comigo,

EDITORIAL: O professor e o operário.

Um tempo atrás publiquei uma imagem em uma rede social com a frase “A realidade é só um conceito”. Como estávamos entrando em férias escolares, alguns alunos começaram a curtir a publicação e em tom de descontração a dialogar comigo,

O que Frankenstein tem a ver com a teoria do conhecimento.

Frase do filme (1994) inspirado na obra de Mary Shelley – Frankenstein (1817). A obra constitui-se como uma crítica à sociedade do século XIX. Remete-nos, entre outras coisas, à antiga discussão no campo da filosofia chamado epistemologia.

O que Frankenstein tem a ver com a teoria do conhecimento.

Frase do filme (1994) inspirado na obra de Mary Shelley – Frankenstein (1817). A obra constitui-se como uma crítica à sociedade do século XIX. Remete-nos, entre outras coisas, à antiga discussão no campo da filosofia chamado epistemologia.

NATUREZA E CULTURA: OS FENÔMENOS DA ALIENAÇÃO E A SOCIEDADE TECNOLÓGICA

UMA ANALISE SOBRE ÉTICA E POLÍTICA NA SOCIEDADE TECNOLÓGICA COM BASE NOS ESCRITOS DE ROUSSEAU E MARCUSE.

INTRODUÇÃO.herbert marcuse e J. J Rousseau

A sociedade contemporânea é fruto de um processo histórico que privilegiou a razão desde a fase inicial do sistema capitalista. Trouxe junto com a razão, uma interdependência entre o desenvolvimento científico, artístico e comercial.

NATUREZA E CULTURA: OS FENÔMENOS DA ALIENAÇÃO E A SOCIEDADE TECNOLÓGICA

UMA ANALISE SOBRE ÉTICA E POLÍTICA NA SOCIEDADE TECNOLÓGICA COM BASE NOS ESCRITOS DE ROUSSEAU E MARCUSE.

INTRODUÇÃO.herbert marcuse e J. J Rousseau

A sociedade contemporânea é fruto de um processo histórico que privilegiou a razão desde a fase inicial do sistema capitalista. Trouxe junto com a razão, uma interdependência entre o desenvolvimento científico, artístico e comercial.

Imagem e crítica filosófica no surrealismo.

Em 1924, André Breton, publica o Manifesto Surrealista. Ergue as bases para quebrar as barreiras entre o sonho e a vigília, aquilo que a razão descartara e fizera o homem ofuscado pelo clarão do dia. O manifesto une-os, sonho e vigília, naquilo que descreve como “realidade maravilhosa”.

Imagem e crítica filosófica no surrealismo.

Em 1924, André Breton, publica o Manifesto Surrealista. Ergue as bases para quebrar as barreiras entre o sonho e a vigília, aquilo que a razão descartara e fizera o homem ofuscado pelo clarão do dia. O manifesto une-os, sonho e vigília, naquilo que descreve como “realidade maravilhosa”.

A CRÍTICA À SOCIEDADE EM ROUSSEAU E O MODO DE VIDA CONTEMPORÂNEO.

Rousseau, em suas obras, nos aponta a dimensão alienante do desenvolvimento das ciências e da técnica. Questiona o racionalismo presente no século das luzes e a sociedade que se estabelece no acordo destes princípios. Princípios que se estendem conceitualmente até a sociedade atual onde as tecnologias e o processo de produção das condições materiais de existência da vida humana avançaram a tal ponto de tomar caráter “místico”, exercendo poder sobre o homem dos dias atuais como se possuíssem vida em si…

A CRÍTICA À SOCIEDADE EM ROUSSEAU E O MODO DE VIDA CONTEMPORÂNEO.

Rousseau, em suas obras, nos aponta a dimensão alienante do desenvolvimento das ciências e da técnica. Questiona o racionalismo presente no século das luzes e a sociedade que se estabelece no acordo destes princípios. Princípios que se estendem conceitualmente até a sociedade atual onde as tecnologias e o processo de produção das condições materiais de existência da vida humana avançaram a tal ponto de tomar caráter “místico”, exercendo poder sobre o homem dos dias atuais como se possuíssem vida em si…

O CONCEITO DE IMAGEM SURREALISTA EM BRETON.

O manifesto surrealista de 1924 se constitui em oposição àquele período onde o racionalismo oprimia (e de certo ainda oprime) a liberdade artística, filosófica e social do Homem.

O CONCEITO DE IMAGEM SURREALISTA EM BRETON.

O manifesto surrealista de 1924 se constitui em oposição àquele período onde o racionalismo oprimia (e de certo ainda oprime) a liberdade artística, filosófica e social do Homem.

Rousseau “Discurso Sobre as Ciências e as Artes” PDF

O “Discurso sobre as ciências e as artes” lembra um pouco, em seu método e estilo, a maiêutica de Sócrates. Rousseau faz afirmações incisivas, mas são poucas. No mais das vezes ele duvida e formula perguntas. Logo de início diz:

Rousseau “Discurso Sobre as Ciências e as Artes” PDF

O “Discurso sobre as ciências e as artes” lembra um pouco, em seu método e estilo, a maiêutica de Sócrates. Rousseau faz afirmações incisivas, mas são poucas. No mais das vezes ele duvida e formula perguntas. Logo de início diz:

Uma cítica à sociedade segundo George A. Romero.

Há algum tempo venho pensando em escrever algo sobre os filmes de G. A Romero. Seus filmes, além de assustadores e divertidos, são repletos de críticas e conceitos sociais. Um retrato da nossa sociedade contemporânea.

Uma cítica à sociedade segundo George A. Romero.

Há algum tempo venho pensando em escrever algo sobre os filmes de G. A Romero. Seus filmes, além de assustadores e divertidos, são repletos de críticas e conceitos sociais. Um retrato da nossa sociedade contemporânea.

Tempo circular e tempo linear: Influências religiosas.

Basicamente existem duas formas de pensar o tempo histórico: a perspectiva linear e a perspectiva cíclica.
A perspectiva linear é a que mais estamos habituados. É uma perspectiva predominantemente de culturas judaico-cristãs.

Tempo circular e tempo linear: Influências religiosas.

Basicamente existem duas formas de pensar o tempo histórico: a perspectiva linear e a perspectiva cíclica.
A perspectiva linear é a que mais estamos habituados. É uma perspectiva predominantemente de culturas judaico-cristãs.

Donnie Darko I: A crítica e a Filosofia.

Tudo se desenrola quando uma turbina de avião cai inexplicavelmente em cima do quarto de Donnie Darko. Salvo por um coelho gigante, Frank, que o chama para fora de casa e lhe da a intrigante noticia de que o mundo iria acabar em 28 dias, 6 horas, 42 minutos e 12 segundos

Donnie Darko I: A crítica e a Filosofia.

Tudo se desenrola quando uma turbina de avião cai inexplicavelmente em cima do quarto de Donnie Darko. Salvo por um coelho gigante, Frank, que o chama para fora de casa e lhe da a intrigante noticia de que o mundo iria acabar em 28 dias, 6 horas, 42 minutos e 12 segundos

Nietzsche “Além do bem e do mal” PDF

PDF para baixar. Friedrich Nietzsche nasceu em 1844 na Alemanha numa cidade conhecida por Röcken. A sua família era luterana e o seu destino era ser pastor como seu pai. Nietzsche perde a fé durante a adolescência, e os estudos de filologia

Nietzsche “Além do bem e do mal” PDF

PDF para baixar. Friedrich Nietzsche nasceu em 1844 na Alemanha numa cidade conhecida por Röcken. A sua família era luterana e o seu destino era ser pastor como seu pai. Nietzsche perde a fé durante a adolescência, e os estudos de filologia