DEMOCRACIA – A quem interessar…

Por Professor Luciano Roberto.

Pão e circo Democracia – precisamos urgentemente repensar o que significa essa palavra, que é tão ostentada no mundo ocidental como um verdadeiro arauto de sacralidade e valores a serem seguidos. Ora, democracia que tem sua raiz etimológica em termos gregos (demo= povo – cracia= governo), ou seja, governo do povo, nunca encontrou engajamento nos governos ocidentais, pois se democracia significa em suma governo do povo, subentende-se então que, o povo deve participar efetivamente das tomadas de decisões que afetarão a sua vida, e não se submeter as decisões arbitrárias de uma minoria abastada e privilegiada que controlam as decisões impostas ao coletivo sob a ótica de seus interesses podres e mesquinhos.

Logo, então, sobre essa perspectiva da participação do povo nas decisões de interesses coletivos, é preciso repensar o modelo de política aplicado até hoje em nome da sagrada democracia. Por isso, convido você leitor a refletir sobre algumas verdades que na verdade são mentiras.
Pois bem, se democracia significa em suma governo do povo, e que esse povo é quem deve decidir sobre os interesses pertinentes às necessidades do coletivo, por que o trabalhador brasileiro (povo) ganha um salário mínimo de aproximadamente 600,00 reais, enquanto deputados, senadores, juízes do supremo, vereadores, chegam a ganhar de 20 a 30 vezes mais que o salário do povo? Será que o povo foi quem tomou essa decisão? E enquanto se gastam cifras no valor de bilhões para se construir estádios de futebol, para se sediar um evento para divertir uma minoria que poderá usufruir desses estádios e da chamada copa do mundo, muitos brasileiros no norte e nordeste só queriam ter água para plantar o seu sustento e terem o que comer, ou seja, parte do povo padece de fome e de precárias condições, não conseguem viver com o mínimo de dignidade, e será que foi o povo quem decidiu por isso? O orçamento de bilhões para sediar a copa e as olimpíadas, são bem maiores do que o dinheiro investido pelo “NOSSO” governo este ano em: Educação, Saúde e Segurança…e foi o povo quem decidiu isso? O povo foi consultado e aceitou ser espoliado, tratados como meros acessórios que fazem a economia pulsar e crescer em ritmo frenético para uma burguesia podre estar confortável e manter seus privilégios?
Então conclui-se que, se não foi o povo quem tomou as decisões acima e muitas outras que fazem esse mesmo povo pagar uma conta que não é deles, logo, está mais do que evidente que não existe “NOSSO” governo, e sim governo de uns poucos ignôminos, não existe “NOSSO” país, existe o país deles, o povo só paga aluguel por viver nesse território, e por fim não existe ” DEMOCRACIA”, o que existe é uma DITADURA SABIAMENTE CONDUZIDA E MANIPULADA POR UMA MINORIA QUE DESDE 1500 LEVAM O POVO A PANIS ET CIRCIES, controlando os meios de comunicação de massa que fazem parte da vida da MAIORIA do povo brasileiro que sofrem por falta de entendimento.
Indígenas, negros, mulheres não são MINORIAS, são o cerne do povo brasileiro, por tanto, são a MAIORIA, pois, todo brasileiro tem inerente a sua origem marcas dessa tríade que são até hoje alvos de preconceitos e marginalização da DITADURACRACIA INSTALADA NO MUNDO OCIDENTAL E QUE É SABIAMENTE APELIDADA DE DEMOCRACIA. CUMPRINDO A MÁXIMA QUE DIZ: “UMA MENTIRA REPETIDA VARIAS VEZES, ACABA POR SE TORNAR UMA VERDADE”.
ACORDA BRASIL!!!!!

Luciano Roberto

democracia

Anúncios

Sobre Douglas G. Fernandes

Professor de História graduado pela UNIMESP e Filosofia graduando pela UNIFESP. Autor do Portal Alexandria.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: