MARCHA DA FAMÍLIA COM O DIABO.

Cinquenta anos após a primeira Marcha da Família com Deus pela Liberdade, articulada pela ala de extrema-direita da igreja católica, e apoiadores, e executores do Golpe Militar em 1964. Golpe este que depôs o então presidente João Goulart e deu início a um intenso período de ditadura onde por 21 anos reinou a tortura, opressão moral, e a própria destruição de muitas famílias brasileiras. Em 22 de março de 2014, acontecerá a marcha da família.

Articulada nas redes sociais pelos militares e simpatizantes do Golpe de 64, pretendem reunir setores conservadores da sociedade no intuito de articular uma “intervenção (golpe) militar constitucional”. Pedem ainda, o fim do partido dos trabalhadores PT, a exclusão de Dilma e Lula da política, e renovação do exercito.

Em 64 o Golpe militar contou com estrategias de direcionamento de massa, onde procurava mobilizar com base num discurso ufanista apoiado por cidadãos de classe média, setores do empresariado, partidos de oposição, a Igreja e até a CIA.

“Estudando pesquisas de opinião da época, inclusive documentos que só foram revelados nos últimos anos, o pesquisador Luiz Antonio Dias, chefe do Departamento de História da PUC-SP, explica que a aprovação do governo [João Goulart]não era baixa e, em algumas pesquisas, chegava a 50%. As supostamente temidas reformas de base [no governo de Jango] eram repudiadas por cerca de 30% dos brasileiros.” (O globo.com/país – 21/03/2014 – às 17:18)

Porém dessa vez, Deus manda avisar que não vai participar, disse que da ultima vez colocaram ele em uma furada e agora, como diz o nome, a MARCHA DA FAMÍLIA não tem Deus. O diabo por sua vez se manifestou e disse que, ao contrario de Deus que foi procurado nas marchas mas nunca foi encontrado, tem sua presença confirmada. Completa dizendo que nunca faltou e sempre esteve em linha de frente, sua presença sempre foi notada, e sempre fez toda diferença em todas as marchas. Por isso, diz o diabo, que já está na hora de reconhecerem seu valor e, assim como os torturadores no período da ditadura, apoiarem-se no nome do diabo e não colocarem Deus nessa. Nas palavras do próprio “sempre me fizeram presente, e está será a MARCHA DA FAMÍLIA COM O DIABO!”, os que pedem a volta da ditadura.

Douglas Fernandes.

Marcha da família.CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK. 

Anúncios

Sobre Douglas G. Fernandes

Professor de História graduado pela UNIMESP e Filosofia graduando pela UNIFESP. Autor do Portal Alexandria.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: