(Editorial) SAUDADE DE UM LIVRO!

LivrosUm dos maiores prazeres que tive ano passado, foi a leitura desses e outros livros (foto). Entre alguns que faltaram, está Laranja Mecânica de Anthony Burgess (este me foi emprestado). Uma leitura tão intimista com o protagonista e narrador Alex (anti-herói, delinquente, fã de Beethoven e bebedor inveterado de moloko vellocet), que por hora o odiava e outrora o amava.

Depois de tantas páginas e tantas reviravoltas, ele simplesmente, nas duas ultimas páginas, se despede de nós. Como se dissesse que sua ‘história’ não precisa ser escrita para ser continuada, e nós ficamos, mentalmente, olhando Alex se despedir e sair andando sumindo no horizonte. Daí entendemos que não é o personagem Alex que precisa de nós para se realizar, somos nós que precisávamos dele a cada página que conversávamos como amigos chegados.

Maldito livro, como pode ter esse poder de me deixar com saudades!

Douglas G. Fernandes.

laranja-mecanica

Anúncios

Sobre Douglas G. Fernandes

Professor de História graduado pela UNIMESP e Filosofia graduando pela UNIFESP. Autor do Portal Alexandria.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: