O Imperialismo britânico e a Revolta dos Cipaios.

A Índia foi um dos países afetados pelo Imperialismo Britânico, explorada e subjugada às vontades do dominador.  Entre 1784 e 1858, a Companhia das Índias Orientais britânica capitaneou a conquista econômica e política de diferentes regiões do território indiano. Através da formalidade burocrática e da força bélica se deu o domínio militar e cultural com a justificativa do Darwinismo Social e do Eurocentrismo (Europa como centro do mundo e cultura superior às outras).mapa do imperialismo britânico e a posição da Índia

Por muito tempo o sentimento de revolta se acumulou no peito dos colonizados. Em 1857 os soldados indianos, Cipaios (do híndi shipahi, “soldado”), recrutados pelos britânicos para defender a exploração comercial na Índia, dão início a pequenas sabotagens como incêndios em acampamentos ingleses que posteriormente vai culminar em uma revolta popular armada que dura até 1859 e pode ser considerada a primeira grande manifestação de independência da Índia. Por volta desse período o exercito dos cipaios já contava com mais de 200.000 soldados, muito mais numerosos que os soldados britânicos atuantes na Índia. Entre as principais causas que eclodiram na revolta, podemos citar:

  • O próprio recrutamento forçado dos jovens indianos, este fato já acumula uma indignação por parte dos recrutados.
  • O baixo salário e as más condições de trabalho. Servem como propulsor para o sentimento de revolta.
  • As diferenças étnicas, culturais e religiosas entre os oficiais britânicos e os soldados indianos (cipaios) que frequentemente eram desrespeitados em suas crenças e cultura. Percebia-se que logo seriam forçados a abandonar sua crença e converterem-se forçadamente ao cristianismo.
  • E o que vai servir de estopim para o início da grande revolta, a utilização de cartuchos usados em um novo rifle britânico. Havia rumores que estes cartuchos eram revestidos por uma espécie de graxa de origem bovina. Como no hinduísmo a vaca é um animal sagrado, este fato gerou muita revolta e serviu como mobilizador do movimento de revolta popular.

A revolta explodiu em 1857, e os cipaios armados combateram as tropas britânicas atingindo em maior parte as regiões central e norte da Índia. Durante o processo de revolta, muitas vidas foram perdidas em batalha, tanto indianos como ingleses foram abatidos no confronto.O enforcamento dos Cipaios

De principio, os revoltos indianos avançaram terreno conquistando vitorias e pressionando os britânicos que cada vez mais batiam em recuada. Em 1857, os cipaios retomaram províncias da região central e várias cidades importantes do norte da Índia.

Em 1859, a revolta dos cipaios encontra seu fim. Os britânicos aumentam o poderio militar na região e controlam os rebeldes indianos. Após esta revolta, os britânicos intensificam as forças militares e implantam um sistema de controle mais forte e coercivo.

CONTINUE LENDO: 

Gandhi e o movimento de resistência ao Imperialismo britânico.

mahatma-gandhi

A Conferência de Bandung e o Imperialismo

Diferenças entre Colonialismo e Neocolonialismo.

O Imperialismo britânico e a Revolta dos Cipaios.

Uma canção de resistência e redenção da África.

Anúncios

Sobre Douglas G. Fernandes

Professor de História graduado pela UNIMESP e Filosofia graduando pela UNIFESP. Autor do Portal Alexandria.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: