O marxismo em Floretan Fernandes e Philippe tetart.

Karl Marx Esta é uma redação que eu fiz na faculdade esclarecendo um pouco os debates literários marxistas, entre dois livros muito utilizados no curso de História atualmente, ressalta o ponto de vista de dois historiadores importantes e distintos. P Tétart e F Fernandes…

bom estudo

Análise da visão reacionária de P. Tétart sobre o marxismo, com base no texto de Florestan Fernandes.

Ao ler o livro “Pequena História dos historiadores” do autor Philippe Tétart, pode-se obsevar que está embutido no capitulo doze, uma análise crítica, porem, reducionista e superficial sobre a historiografia marxista. Na pagina cento e quinze do capitulo doze, Tétart refere-se ao marxismo da seguinte forma, ”o marxismo reduz Clio a uma luta de classes… tornada conceito, instrumento e visada, engendra um poderoso determinismo… o acontecimento é abandonado (visto como conseqüência acidente) e o homem não mais existe enquanto individuo e sim enquanto elo de sua classe social”. Em contraposição a essa idéia, Florestan Fernandes, nos esclarece as realizações marxistas perante a História. Tal quando ele diz, “eles a levaram às últimas conseqüências resolvendo a equação do que deve ser a investigação cientifica, quando esta rompe com os controles conservadores externos e internos ao pensamento cientifico propriamente dito. Por isso, eles legaram às ciências sociais um modo de explicação estritamente objetivo e intrinsecamente revolucionário”. Quando confrontamos estes dois parágrafos, fica evidente que P. Tétart, não se aprofunda em esclarecer de modo legitimo e imparcial o marxismo, proporcionando uma conclusão equivocada que omite a verdade sobre os conceitos marxistas. No entanto F.Fernandes nos permite concluir pelos fatos expostos ao invés de simples opiniões expressas, que o marxismo concebe a História como a ciência capaz de explicar as relações sociais de produção, utilizando o antagonismo de classes como o núcleo principal de investigação empírica e da elaboração teórica. Entende-se que o marxismo não reduz a História, ele abre uma nova perspectiva no campo do estudo histórico.

Mesmo quando Tétart classifica o marxismo como determinista, F Fernandes nos elucida quando ressalta.

“É notável como os fundadores do materialismo Histórico, entendidos como fanáticos deterministas econômicos, sabem separar a discrição histórica e límpida da algaravia econômica vulgar que nada explica. Eles se detêm sobriamente sobre fatos e fatores econômicos mais resultantes, no quadro geral, trocam a sua importância na complexa rede de causas e efeitos históricos interdependentes, e cuidam concentradamente dos vários desdobramentos do tema focalizado”.

O marxismo se abre para o cotidiano das grandes transformações sociais como teoria e como pratica, transcendendo especulações idealistas, e contrapondo-se à economia política que se coloca a serviço da classe elitista no diário conflito social.

Tétart reduz a historiografia marxista a escritos ocasionais e marginais que elimina o homem das fontes, no entanto estes escritos nasceram do combate cotidiano das relações de produção, em sua totalidade, uma aliança ativa com relações sociais e históricas que reafirma a posição do homem de modo amplo como fonte da História.

Para Marx, o homem como individuo dentro de sua classe social, é o elemento de transformação e pesquisa, visando esclarecer intelectualmente a classe operaria de sua situação alienada e oprimida, portanto propiciar uma revolução no combate à desigualdade social; e a propriedade privada dos meios de produção.

                                                                                                       Douglas G. fernandes

Anúncios

Sobre Douglas G. Fernandes

Professor de História graduado pela UNIMESP e Filosofia graduando pela UNIFESP. Autor do Portal Alexandria.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: